Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Própolis

Conhecido há muito tempo como um remédio utilizado  para aliviar sintomas de infecção principalmente na garganta devido a sua ação antibacteriana, o própolis é uma substância natural pois é produzido pelas abelhas. Além disso o própolis traz vários benefícios a saúde dos seres humanos, razão pela qual é bem conhecido pelas pessoas de um modo geral.

Composição do própolis

De acordo com estudiosos que pesquisaram o própolis, ele é produzido pelas abelhas através de uma substância das árvores e do pólen que é misturado com as secreções do próprio inseto. Dessa combinação resulta o produto que é o própolis, uma substância bastante rica em vitaminas, bioflavonoides e aminoácidos que faz com que ele tenha uma forte ação antibiótica, além de ser um potente antioxidante. No entanto, os especialistas recomendam que o própolis só deve ser utilizado em alguns casos e indicações específicas, e que sua ingestão habitual deve ser evitada.

O própolis apresenta em sua composição química substâncias como: óleos essenciais, ceras, bálsamos aromáticos, grãos de pólen, todas as vitaminas do complexo B, além das pró-vitaminas A, esteres cafeinados e alguns  minerais como ferro, magnésio, silício, alumínio, zinco, bromo, titânio entre outros.

Principais benefícios do própolis para a saúde

Os profissionais especializados informam que o própolis apresenta vários benefícios para a saúde dos  seres humanos, entre alguns:

  • Possui ação antiviral – segundo os especialistas o própolis possui  uma importante propriedade que é auxiliar no combate ao vírus da gripe e da herpes. Além disso atua também como preventivo para o surgimento de resfriados, pneumonias e outras complicações do trato respiratório do indivíduo além de auxiliar no problema de constipação. De acordo com estudos científicos recentes o própolis apresenta ação analgésica e broncodilatadora, podendo ser utilizado no tratamento ou na prevenção contra episódios de asma, gripe, resfriados ou bronquites, além de sua eficiência já conhecida no tratamento de rinites, sinusites e amidalites;
  • Propriedade antibacteriana – a fama que o própolis possui de ser um antibiótico de origem natural procede. Em virtude desse fato o uso do própolis  para combater infecções bacterianas se torna mais vantajoso que os fármacos comuns, pois o própolis possui a propriedade de combater as bactérias patogênicas, porém consegue preservar as bactérias presentes na flora intestinal ou todas aquelas que são benéficas ao organismo humano;
  • Ação antifúngica – o própolis também é conhecido pela sua atuação no combate aos fungos como por exemplo os que causam infecções na vagina da mulher, no trato digestivo e na boca, conhecidos como Candida Albicans. Além disso, o própolis tem uma propriedade antimicótica atuando sobre determinados fungos, em especial os que provocam coceiras e micoses no corpo humano, dermatite seborreica e fungos de unha, sendo que nesses casos o própolis é usado em forma de extrato ou pomadas;
  • Função analgésica – de acordo com especialistas o própolis através de sua propriedade analgésica é um suplemento muito utilizado no alívio as dores de dentes, garganta e no combate de amidalites, entre outros;
  • Propriedade imunoestimulante – Segundo estudos o própolis atua de maneira benéfica fortalecendo o sistema imunológico dos seres humanos, através da estimulação das células imunológicas atuando com uma forte substancia anti-infecciosa sendo muito importante para pessoas que por alguma razão estão com a imunidade baixa.

Vale ressaltar que apesar dos inúmeros benefícios que  o própolis traz para o organismo  humano, os especialistas são cautelosos em  em recomendá-lo e informam que é necessário seguir a dose adequada para evitar problemas de intoxicações. Segundos eles a ingestão de mais de sessenta gotas de própolis por dia  é considerada uma dosagem alta para o organismo da pessoa.

Por Salete Dias