Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Artrite

Descrição da Doença

Artrite é uma doença crônica relacionada a um grupo de mais de outras cem doenças reumáticas, que produzem inflamações principalmente nas articulações e atingem com mais frequência mulheres com idade entre trinta e cinqüenta anos, atingindo também homens e crianças. Na verdade, a artrite tanto pode levar à inflamação do tecido presente entre as articulações, como pode ser de caráter degenerativo não-inflamatória.

Apesar de certa predominância dessas inflamações nas articulações, elas podem manifestar-se também em músculos, osso, tendões e ligamentos. Pele, orgãos internos e olhos podem ser afetados por algumas formas de artrite!

A artrite deve ser encarada com seriedade, uma vez que é uma das causas de redução da expectativa de vida daqueles que a contraem, principalmente se não tratadas corretamente.

Causas da artrite

Quatro são as formas mais comuns de artrite: osteoartrite, artrite reumatóide, gota e lúpus.

A osteoartrite é uma doença degenerativa causada pelo uso e desgaste da articulação (desgaste natural pelo uso e idade, sobrepeso, traumas, lesões e cirurgias nas articulações também podem evoluir o quadro ou levar à osteoartrite). Esta é a forma mais comum da doença,

A artrite reumatóide é uma doença inflamatória resultante de uma alteração no sistema imunológico, levando o próprio sistema imunológico a atacar o tecido conjuntivo presente nas articulações. Os fatores que levam a desencadear tal ataque ainda não são completamente conhecidos, apesar de algumas hipóteses já serem levantadas.

As formas mais comuns da artrite são a osteoartrite, uma doença degenerativa causada pelo uso e desgaste da articulação (desgaste natural pelo uso e idade, sobrepeso, traumas, lesões e cirurgias nas articulações também podem evoluir o quadro ou levar à osteoartrite) e a artrite reumatóide, uma doença inflamatória resultante de uma alteração no sistema imunológico (levando o próprio sistema imunológico a atacar o tecido conjuntivo presente nas articulações).

Traumas nas articulações causados por acidentes ou trabalhos que envolvem movimentos repetitivos (como por exemplo, a digitação) e uso excessivo das juntas também podem contribuir para a osteoartrite. Depois que se inicia o processo de deterioração, o excesso de peso tende a agravar o problema.

Quanto à artrite reumatóide, pensa-se que existem vários estímulos diferentes para que a doença se desenvolva, quando em contato com indivíduos que têm defeitos de origem genética no sistema imune, desencadeiem resposta inflamatória. A persistência dos estímulos ou a incapacidade do sistema imune em controlar a inflamação levam à cronicidade da doença.
Embora a artrite reumatóide seja mais comum nas mãos, punhos, joelhos e pés, ela também ocorre em outras regiões como: cotovelo, ombro, quadril e tornozelo. A maioria dos pacientes começa a apresentar os primeiros sintomas da doença em idades precoces, entre 25 e 40 anos, embora a artrite reumatóide possa ocorrer em qualquer idade, inclusive em crianças (artrite reumatóide juvenil).

Sintomas ou Conseqüências

  • Dor, rigidez e inchaço nas articulações, podendo também ser nos músculos, tendões, ligamentos ou ossos;
  • Dependendo da forma de artrite, pode afetar orgãos internos, pele e olhos;
  • Aumento dos gânglios e aparecimento de nódulos subcutâneos;

No caso da artrite reumatóide, podemos citar também as seguintes complicações:

  • Deformidades progressivas com perda funcional;
  • Ruptura de tendões;
  • Instabilidade da coluna cervical;

Tratamento

O tratamento da osteoartrite visa basicamente aliviar os sintomas da doença, uma vez que o desgaste das articulações não pode ser revertido, exceto por meio de substituição da articulação por uma prótese. A terapia se baseia no alívio da dor, com o uso de analgésicos simples ou com drogas antiinflamatórias.

As formas atuais de tratamento da artrite reumatóide, assim como da osteoartrite, têm como objetivo primariamente aliviar a dor do paciente e a inflamação sintomática da artrite.

A perda de peso pode reduzir significativamente a dor nas articulações, assim, um elemento importante no tratamento da artrite é a dieta. Uma dieta rica em cálcio e vitaminas C e D, bem como a redução da ingestão de alimentos industrializados e de gorduras saturadas podem ter um papel importante no tratamento, uma vez que, segundo alguns especialistas, além de reduzir o peso, auxilia no processo de calcificação, restabelece a quantidade de algumas vitaminas essenciais no combate a enfermidades e possui ainda efeito antiinflamatório.

A prática de exercícios físicos também visa melhorar a qualidade de vida daqueles que possuem algum problema de artrite – os exercícios físicos, quando praticados adequadament, reduzem a rigidez do corpo e auxiliam no processo antiinflamatório.

Tanto a prática de exercícios quanto a dieta devem ser acompanhadas por profissionais competentes, sendo assim, procure o médico de sua escolha.

Não existe um remédio que cure a artrite, mas muitos medicamentos reduzem a dor e a inflamação e alguns se mostraram promissores quanto a desacelerar o desenvolvimento da doença.

Há também procedimentos cirúrgicos, como a artroscopia (remoção do tecido que está produzindo as enzimas destrutivas) , a artroplastia da articulação (substituição da parte afetada por uma prótese) e a viscossuplementação (injação de ácido hialurônico diretamente na articulação afetada a fim de estimular o processo de restauração da cartilagem).

Referências Bibliográficas

Saúde em movimento, disponível em http://www.saudeemmovimento.com.br/conteudos/conteudo_exibe1.asp?cod_noticia=406

Temcura.com.br, O Que é Artrite, disponível em http://www.temcura.com.br/article_read.asp?id=7

ABC da Saúde, Artrite Reumatóide, disponível em http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?35

MERCK, SHARP & DOHME, Artrite Reumatóide, disponível em http://www.msd-brazil.com/msdbrazil/patients/sua_saude/reumaticas/artrite/artrite1.html