Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Restrições alimentares

Algumas pessoas necessitam de restrições alimentares para que a saúde não seja comprometida. As pessoas que apresentam alergias ou são diabéticas, celíacas ou hipertensas estão entre o grupo de indivíduos que necessitam de cuidados especiais na hora da alimentação. Muita das vezes ao descobrir ou adquirir uma restrição a determinado tipo de alimento, o indivíduo pode encontrar dificuldades para se alimentar fora de casa e até mesmo na hora de preparar a própria refeição. A restrição aos alimentos pode variar de intensidade de acordo com o organismo e condição de saúde do indivíduo, é importante que ao descobrir determinada restrição alimentar, o indivíduo redescubra o prazer de se alimentar mesmo que algumas restrições sejam feitas em sua nova alimentação.

Diferença entre diet e light

Antes de falarmos sobre diversos tipos de restrições alimentares é importante ressaltar a diferença entre alimentos diet e light. Quando se fala que um alimento é diet isso significa dizer que ele apresenta isenção de algum ingrediente que pode ser açúcar, sal, gordura ou qualquer outro, a informação sobre o ingrediente retirado do produto deve constar no rótulo. Já os alimentos light apresentam uma redução parcial de determinado nutriente ou caloria, não necessariamente um alimento light é menos calórico que o alimento original, pois ao invés de apresentar redução de calorias o alimento pode apresentar a redução de sal que não influencia na quantidade calórica do produto.

Restrições alimentares

Açúcar – O açúcar que para muitos é considerado uma tentação, tem o seu consumo evitado pelos diabéticos. Uma dieta sem doces e açúcares pode ser algo difícil de ser encarado por muitas pessoas, no entanto a indústria consegue facilitar um pouco essa situação. Já existe alguns alimentos com sabor adocicado feitos com adoçantes que são destinados especialmente para o público que não pode consumir açúcar refinado. É preciso ter moderação no consumo dos alimentos diet que são isentos de açúcar, pois eles contêm outras substâncias que em excesso podem comprometer a saúde do indivíduo.

Sal – Quando o indivíduo é diagnosticado com hipertensão arterial uma das primeiras medidas recomendadas pelos médicos é que o consumo de sal seja o mínimo possível. Muitas pessoas atribuem o sabor dos alimentos a quantidade de sal que eles apresentam, além disso muitos alimentos como salsicha, mortadela, calabresa, presunto entre outros contêm um elevado teor de sódio em sua constituição e a população as vezes desconhece esse fato. O sal deve sempre ser consumido com moderação, quando ele é consumido em excesso os problemas de saúde com certeza aparecerão a longo prazo. Alimentos diet que são isentos de sal ou light que apresentam redução do mesmo são boas opções para hipertensos.

Glúten – A intolerância ao glúten caracteriza uma restrição alimentar a uma proteína presente no trigo, aveia, cevada e malte. Dessa forma, o indivíduo não pode consumir os diversos tipos de massas disponíveis na culinária. As massas que compreendem pães, macarronadas, pizzas e lasanhas são alimentos muito consumidos pela população e excluir esses alimentos da dieta é sem dúvida uma tarefa difícil. O número de pessoas celíacas aumenta a cada dia que passa e pensando em facilitar a maneira de se alimentar dessas pessoas, já é possível encontrar alimentos como pães e biscoitos isentos de glúten.

Lactose – Algumas pessoas não apresentam a enzima lactase em seu organismo que permite a degradação da lactose que é o carboidrato encontrado no leite. Dessa forma elas são diagnosticadas com intolerância a lactose e apresentam diversas alterações na saúde ao consumir leite e derivados. Os alimentos isentos de lactose já se encontram disponíveis no mercado para quem apresenta este tipo de intolerância.

Alergias – As alergias alimentares podem ser a diversos tipos de alimentos. Quando elas são diagnosticadas é importante evitar os alimentos que causam reações indesejadas no organismo, pois as reações podem ser severas e até fatais. Muita das vezes o indivíduo já consumiu determinado alimento por muito tempo e nunca demonstrou nenhuma reação ao mesmo, sendo que de uma hora para outra a alergia surge e a partir daí aquele alimento não pode mais ser consumido ou então o indivíduo desenvolve uma alergia alimentar na infância que chega ao fim a medida em que o mesmo vai crescendo.

Algumas restrições alimentares também podem ser feitas quando o indivíduo encontra-se em algum tipo específico de dieta que pode ser para perder peso, por exemplo. Nesse caso alguns alimentos e os seus excessos são cortados da dieta, no entanto essa situação difere de quando o indivíduo precisa realizar restrições onde os alimentos evitados podem alterar o seu estado de saúde.