Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Cálcio

Descrição

Para se ter noção da importância do cálcio, este é o quinto elemento químico mais abundante no corpo humano (bem como na crosta terrestre!) e são os nossos ossos os responsáveis por manter as reservas de cálcio – cerca de 99% do cálcio em nosso corpo encontra-se em nossos ossos e dentes.

Além de sua concentração em ossos e dentes, encontramos cálcio também em nosso sangue e tecidos.

Segundo “Dietary Reference Intakes Table, Food and Nutrition Board, National Academy of Sciences, 2002.” as necessidades diárias de cálcio do ser humano são:

  • Em lactentes – de 210 a 270 mg;
  • Em crianças – de 500 a 800 mg;
  • Em adultos – de 1000 a 1300 mg;

Algumas das diversas funções do cálcio em nosso organismo são:

  • Construtor de ossos e dentes;
  • Atuante na coagulação no sangue;
  • Reforçador da membrana celular, das ligações intercelulares e atuante no transporte nas membranas celulares;
  • Coordenador da ação do sódio e do potássio na contração cardíaca;
  • Necessário na boa condução da transmissão nervosa;
  • Atuante na contração e relaxamento muscular;
  • Auxiliar na produção dos líquidos linfáticos;
  • Atuante na defesa do organismo contra infecções.

Conseqüências de sua deficiência

  • Reduzem-se as defesas do organismo contra infecções;
  • Pré-disposição à irritabilidade, nervosismo, insônia, etc;
  • Possibilidade de cãibras freqüentes;
  • Dificuldades na coagulação do sangue, o que pode levar a hemorragias;
  • Cárie dental;
  • Desnutrição;
  • Palpitações do coração quando exercendo algum esforço;
  • Deformidades ósseas (osteoporose, osteomalacia, raquitismo);
  • Espasmos musculares;
  • Hipertensão.

Conseqüências do excesso

Assim como a deficiência, o excesso de cálcio no corpo também deve ser evitado, uma vez que pode levar a:

  • Interferência a absorção de ferro;
  • Falência renal;
  • Calcificação excessiva dos ossos e tecidos moles;
  • Fraqueza muscular;
  • Comportamento anormal (psicose);
  • Dificuldade de memorização;
  • Anorexia;

Riscos na Gravidez

O cálcio é muito importante também para a gestante, pois o mesmo papel de manutenção na estrutura óssea, coordenação de batimentos cardíacos e coagulação sangüínea que exerce na mamãe, este elemento exercerá também tais papeis sobre o bebê.

A deficiência de cálcio na alimentação é prejudicial principalmente para a mãe, pois na falta o bebê usará o cálcio armazenado em ossos e dentes da mãe, com isso, esta poderá vir a ter cãibras, cáries e tantos outros problemas causados pela deficiência do cálcio, bem como desenvolver osteoporose no futuro.

Além disso, a carência de cálcio pode levar à pré-eclampsia, doença que se não tratada pode levar ao parto prematuro, comprometendo assim o bem-estar da mamãe e do bebê.

Alimentos Ricos em Cálcio

Aqui está uma lista contendo algumas das principais fontes de cálcio:

Alimento (100 g) Qtd. cálcio (mg)
Leite em pó desnatado, americana 1500
Queijo Muzzarela 739
Queijo cheddar 728
Alfafa 525
Manjuba Crua 279
Sardinha Crua 195
Hortelã 184
Castanha do Pará 172
Couve-Flor 123
Coentro 110
Alimento (1 xícara) Qtd. cálcio (mg)
Iogurte com fruta (com baixo teor de gordura) 345
Leite Desnatado 302
Leite gelado em caixinha 274
Pudim de Baunilha 236

Referências Bibliográficas

Se desejar, você pode estender sua leitura sobre esse assunto por meio dos seguintes livros e sites (referências adotadas para este texto):

BALBACH, Alfons, As Hortaliças na Medicina Doméstica.

BASU, T. K, DICKERSON, J. W, Vitamins in Human Health and Disease.

Cálcio é Fundamental na Dieta da Gestante, disponível em: http://www.bebe.com.br/gravidez/alimentacao/conteudo_243878.php

FRANCO, Guilherme, Tabela e Composição Química dos Alimentos.

MABAN, Kathleen, Escott-Stump, Sylvia, Alimentos, Nutrição e Dietoterapia.