Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite o nutriente, alimento, doença ou assunto que deseja saber:

Vitamina B1

Descrição

Também conhecida como Tiamina, a vitamina B1 desempenha importante papel na manutenção de nosso sistema nervoso, muscular e do coração, bem como na regularidade do crescimento do corpo humano e do metabolismo.

A vitamina B1 possui ação antiberibérica (beribéri é uma doença provocada pelo fungo Penicillium citreonigrun, que libera uma toxina que inibe a absorção de vitamina B1 pelo organismo, levando a fraqueza muscular e dificuldades respiratórias) e antineurítica.

Além destes, a vitamina B1 nos apresenta vários outros benefícios, como ajuda na digestão, principalmente de carboidratos, gorduras e proteínas; aumenta a disposição mental; alivia dores dentárias decorrentes de operações (como a extração de um dente); é benéfica no tratamento da herpes-zóster.

Por ser uma vitamina pertencente ao complexo B (grupo de vitaminas hidrossolúveis, isto é, solúveis em água), excessos geralmente não são armazenados, sendo excretados (principalmente pela urina), necessitando assim de sua reposição diária, diferente da vitamina A, uma vitamina lipossolúvel e que se acumula bastante facilmente em nosso corpo.

Conseqüências de sua Deficiência

Dentre os diversos problemas que um indivíduo pode contrair devido à sua insuficiência, encontram-se:

  • Beribéri;
  • Insônia, nervosismo, irritação, fadiga, instabilidade emocional e letargia;
  • Depressão, perda de apetite e energia, dores no abdômen e no peito;
  • Perda do tato e da memória, problemas de concentração;
  • Vômitos, náuseas e palidez.

Causas da Deficiência

  •  O consumo de:
    • Álcool;
    • Café;
    • Cigarro;
    • Antiácido;
    • Diuréticos;
  • Excesso de doces e açúcares;
  • Contaminação com o fungo Penicillium citreonigrun;
  • Pessoas com hipertireoidismo podem manifestar insuficiência de vitamina B1, causada pelo consumo aumentado desta (na verdade, muitas doenças levam a um maior consumo da vitamina B1 a fim de que o organismo se restabeleça mais rapidamente, o que pode levar à sua insuficiência se não reposta);
  • Alguns peixes, crustáceos e chás pretos podem conter substâncias que prejudicam a absorção da vitamina B1 pelo nosso organismo.

Conseqüências de seu Excesso

O consumo excessivo de vitamina B1 pode interferir no metabolismo de outras vitaminas do complexo B, levando, assim, à carência dessas .

Entretanto, mesmo em doses elevadas, a tiamina não é tóxica, sendo eventualmente eliminada por meio  de nosso sistema excretor, o que pode ser caracterizado por uma urina mais amarelada.

Alimentos Ricos em VitaminaB1

Os seguintes alimentos são fontes ricas em vitamina B1 (a numeração entre parênteses, quando presente, corresponde à quantidade de vitamina B1 em mg para cada 100 g do alimento):

  • Levedo de cerveja (17,57 mg);
  • Cevada – germe (4,2 mg);
  • Centeio – germe (2,2 mg);
  • Cacau (1,8 mg);
  • Farelo de arroz (1,4 mg);
  • Amendoim (0,79 mg);
  • Carne de porco;
  • Farelo e trigo;
  • Leite;

Algumas Curiosidades / Recomendações

  • Recomenda-se a ingestão de vitamina B1 diariamente:
    • Bebês de até um ano – 0,3 mg;
    • Crianças de um a oito anos – 0,6 mg;
    • Pessoas com nove anos ou mais – de 0,9 a 1,2 mg;
    • Gestantes ou em fase de amamentação – cerca de 1,4 mg;
  • Fumantes e pessoas que gostam de beber devem ingerir maiores quantidades de vitamina B1, uma vez que esses produtos destróem parte da vitamina B1 em nosso corpo;
  • Pessoas que consomem muito açúcar também devem ingerir maiores quantidades de vitamina B1, a fim de auxiliar na digestão dos açúcares;
  • A ingestão de antiácido após as refeições reduz a quantidade de vitamina B1 que nosso corpo conseguirá absorver;
  • Devido ao seu grande valor no tratamento de diversas enfermidades, é recomendável maior ingestão da mesma em situações de cansaço, ansiedade, enfermidades ou após cirurgias.